Notícias

Na Velhice Ainda Darão Frutos

Dezembro 2016 Por Elsa Correia Pereira

“Na velhice ainda darão frutos, serão viçosos e saudáveis…”(Salmo 92:14). Foi com este versículo bíblico que a diretora da ABLA, Telma Teixeira, deu início ao mais recente projeto da nossa Associação. O Centro ComVida – Centro de Convívio Sénior foi inaugurado no dia 2 de Maio de 2016, pelo Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Dr. Carlos Carreiras, com a presença do Exmo. Senhor Vereador do Pelouro da Ação Social, Dr. Frederico Almeida, e outras entidades parceiras do concelho. Este Centro localiza-se em Trajouce, uma localidade da freguesia de S. Domingos de Rana. O Centro Convívio é uma resposta que visa o apoio a atividades sociais, recreativas e culturais, organizadas e dinamizadas com a participação ativa das pessoas idosas.

Os objetivos deste Centro Sénior são principalmente: prevenir a solidão e o isolamento, incentivar a participação e a inclusão dos idosos na vida social local, fomentar as relações interpessoais e entre as gerações e contribuir para retardar ou evitar ao máximo o internamento em instituições.

A abertura do Centro Comvida foi a realização de um sonho de uma mulher cristã, Fátima Pífano, sensível e atenta às necessidades das pessoas da comunidade onde reside. Fátima bateu em todas as portas, moveu mundos e fundos, até conseguir reunir vários parceiros para a abertura deste local. A ABLA aceitou o desafio, com o apoio fundamental da Câmara Municipal de Cascais.

Neste momento, o Centro Convívio tem cerca de 30 idosos a frequentar as atividades, que funcionam de 2ª a 6ª feira, das 14h às 18h. Já temos lista de espera, pois a população de Trajouce anseia por este tipo de respostas que possibilitem a amizade, o cuidado e a aprendizagem permanentes.

No Centro ComVida, os séniores podem ter aulas de informática, medir a tensão e pedir aconselhamento em termos de saúde, frequentar classes de movimento com uma fisioterapeuta, participar em atividades de estimulação cognitiva, atividades lúdicas e recreativas, hidroginástica, tardes de cinema, aulas de música, etc.

Trajouce é uma localidade com algumas lacunas em termos de respostas sociais. Situa-se no extremo norte do concelho, longe de equipamentos básicos como Centro de Saúde, transporte ferroviário, escolas, etc. A sua população apresenta algumas fragilidades: desemprego, trabalho precário, escassez de recursos sócio económicos, perpetuando um ciclo de isolamento e poucas competências sociais que é preciso reverter. Cabe às associações e a cidadãos ativos estarem atentos e serem empreendedores, aceitando o desafio de responder às necessidades da comunidade.

A ABLA procura estar onde é mais precisa, e levar a muitos, de uma forma prática, a esperança, o consolo e o conforto que há em Cristo. Aceitamos desafios com a ajuda de Deus para sermos pontes entre a solidão (a maior doença da idade sénior, e para a qual não há medicamentos) e o amor (o melhor de todos os medicamentos, que não se vende na farmácia, mas brota de um coração comprometido com a Palavra de Deus).